Adoções Possíveis - 08/10/2019 - 10:15:11
Fala, presidente! - Tutmés explica criação de repúblicas para adolescentes não adotados
Garantir profissionalização e estrutura para abrigar jovens entre 18 e 21 anos é objetivo do projeto, fruto de parceria entre Poder Judiciário de Alagoas e Prefeitura de Maceió

Na estreia do quadro "Fala, presidente!", o desembargador Tutmés Airan de Albuquerque explica à repórter Lídia Lemos, da TV Tribunal, que o objetivo da primeira república acolhedora é garantir não apenas moradia digna aos adolescentes que não forem adotados até os 18 anos, mas também prepará-los para o mercado de trabalho.

"É uma coisa angustiante constatar que criança que não foi adotada e virou adolescente e o adolescente que não foi adotado ter que, aos 18 anos, abandonar o abrigo e estar entregue à própria sorte. Isso se assemelha a uma espécie de covardia estatal”, afirmou o presidente Tutmés Airan de Albuquerque.

Aperte o play e confira a íntegra da entrevista. O vídeo também está disponível no IGTV do TJAL e na rede social YouTube, canais em que é possível comentar, ampliar a discussão sobre a questão da adoção tardia, tema da campanha Adoções Possíveis, que mostra o desejo de adolescente por encontrar uma família.

Acesse o site do projeto Adoções Possíveis

Maikel Marques - Dicom TJAL
imprensa@tjal.jus.br - 4009.3240/3141



Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.