Adoções Possíveis - 12/08/2021 - 16:01:52
CEIJ detalha ao CNJ ações voltadas para a adoção de crianças e adolescentes
Plano da Coordenadoria foi discutido nesta quinta (12), em reunião com representantes do CNJ e de outros Tribunais

Juíza Fátima Pirauá (à esquerda) apresentou o plano de ação da CEIJ para 2021. Juíza Fátima Pirauá (à esquerda) apresentou o plano de ação da CEIJ para 2021.

A Coordenadoria da Infância e Juventude (CEIJ) do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) detalhou as ações que pretende colocar em prática, até o final do ano, voltadas para a adoção de crianças e adolescentes. O plano foi apresentado durante reunião com representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e de outros Tribunais, nesta quinta-feira (12).

Uma das propostas é incentivar a adoção tardia no estado, por meio do projeto "Adoções Possíveis", que mostra vídeos de adolescentes que estão em unidades de acolhimento e desejam ter uma família. A iniciativa vem sendo realizada desde 2019, em parceria com a Diretoria de Comunicação do TJAL.

De acordo com a juíza Fátima Pirauá, coordenadora da CEIJ, o objetivo é conscientizar os pretendentes à adoção para que conheçam as crianças e adolescentes acolhidos. "Esse projeto tem dado muito certo e a gente vai fortalecer isso", disse.

Conscientizar sobre a adoção legal, por meio do projeto "Mãe Consciente", é outra intenção da Coordenadoria. A CEIJ pretende debater o assunto participando de eventos e conversando com magistrados, profissionais de saúde e população em geral.

"Queremos mostrar que não é seguro entregar uma criança para qualquer pessoa. Ela precisa antes ter passado por todo um processo de habilitação junto à Vara da Infância e Juventude. Essa cultura da adoção à brasileira não é fácil, mas estamos fazendo desse assunto uma das nossas metas", explicou a magistrada.

Capacitar servidores do Judiciário em temas relacionados à adoção, promover o julgamento de processos pendentes e a baixa de processos julgados, além de orientar magistrados para o cumprimento dos prazos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), também constam no plano da CEIJ.

Participaram ainda da reunião virtual a conselheira Flávia Pessoa, o secretário da Coordenadoria, Hamilton Ramos, e o servidor Arthur Gouvêa, da 28ª Vara Cível da Capital - Infância e Juventude.

Diretoria de Comunicação - Dicom TJAL DS
imprensa@tjal.jus.br



Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.